Osasco reúne 200 delegados de 38 cidades para discutir políticas pública para a mulher



O secretário Municipal de Saúde, José Carlos Vido fez a abertura e deu as boas-vindas aos participantes, em nome do prefeito Rogério Lins

Texto: Ivany Soares
Foto: Sergio Gobatti

Na terça-feira, 7/3, o secretário de Saúde José Carlos Vido, representando o prefeito Rogério Lins, abriu a 1ª Conferência Estadual de Saúde da Mulher cujo tema é "Saúde das Mulheres: Desafios para a Integralidade com Equidade". O encontro foi realizado no CEFOR, Centro de Formação Continuada dos Profissionais da Educação e terá continuidade na quarta-feira, 8/3 – Dia Internacional da Mulher. 
 Participam da conferência representantes dos municípios de  Diadema, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Arujá, Biritiba-Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis, Santa Isabel, Suzano, Caieiras, Cajamar, Francisco Morato, Franco da Rocha, Mairiporã, Cotia, Embu das Artes, Embu-Guaçu, Itapecerica da Serra, Juquitiba, São Lourenço da Serra, Taboão da Serra, Vargem Grande Paulista, Barueri, Carapicuíba, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus e Santana de Parnaíba.
Vido deu as boas-vindas aos 200 delegados participantes do evento, que tem por objetivo apresentar propostas de políticas públicas de saúde da mulher, a serem discutidas na etapa nacional. “É uma honra para a cidade sediar e debater esse tema tão importante. Que possamos sair daqui, amanhã, com propostas efetivas para melhorar a qualidade de vida das mulheres”, afirmou. A diretora do Departamento Regional de Saúde da Grande São Paulo, Dra. Vânia Soares elogiou a estrutura do evento, organizado por Osasco e o apoio da cidade para as questões da saúde da mulher.  
De acordo com a médica as mulheres continuam hoje uma luta iniciada no século passado durante os movimentos feministas. “Há apenas 84 anos as mulheres não votavam e também não tinham autonomia para uma concepção planejada. Hoje avançamos muito, mas em termos de saúde pública ainda temos muito a fazer. Espero contribuir para levarmos metas e propostas efetivas da nossa região”.
Após a abertura, os grupos foram divididos para abordar os quatro aspectos sobre a Implementação da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Mulheres:  “O papel do Estado no desenvolvimento socioeconômico e ambiental e seus reflexos na vida e na saúde das mulheres”; “O mundo do trabalho e suas consequências na vida e na saúde das mulheres, “Vulnerabilidades e equidade na vida e na saúde das mulheres” e “Políticas públicas para as mulheres e a participação social”.



 

Reportagens on 09:19:00. Filed under , . .

0 comentários for "Osasco reúne 200 delegados de 38 cidades para discutir políticas pública para a mulher"

Comente: