FTRAM pede a Márcio França retomada das obras das Linhas 6 e 17 do Metrô




Em audiência intermediada pelo deputado estadual João Caramez, a Frente Parlamentar em Prol do Transporte Metroferroviário solicitou ao governador Márcio França a retomada das obras de expansão da Linha 17- Ouro do Metrô que faz uma série de ligações em várias linhas já existentes em projetos da CPTM- Companhia Paulista de Trens Metropolitanos. Na reunião, que aconteceu no Palácio dos Bandeirantes, os membros da FTRAM e representantes das comunidades de Freguesia do Ó também pediram atenção à Linha 6- Laranja do Metrô.
“Estamos lutando pela retomada das obras da Linha 17 que tem quase 18 km de extensão e faz integração com outras três linhas do Metrô e uma da CPTM. Vai favorecer 450 mil passageiros ao dia, começando no metrô Jabaquara, integrando à estação Campo Belo, Linha 5, Lilás, depois, com a Linha 9, da CPTM, na estação Morumbi e seguindo em direção à Linha 4 Amarela, na estação São Paulo- Morumbi”, disse Caramez que é coordenador da FTRAM.
O pedido foi reforçado pelos representantes da Associação de Moradores de Paraisópolis. “As famílias em Paraisópolis são as que mais sofrem. Carecemos de transporte de qualidade. Além disso, nos preocupamos com os terrenos vazios que podem a qualquer momento ser invadidos, informou Juliana Oliveira. “Ainda temos o sonho de ter mobilidade em nosso bairro, por isso, lutamos para que destravem esse processo”, citou Gilson da Cruz Rodrigues. A moradora Rosana Ubrig da Associação dos Moradores do Jardim Regia- Morumbi ressaltou que as famílias estão “ilhadas por conta da dependência das pontes, gostaríamos de ter ideia de quando sairá a obra.”
Sobre a Linha 6, se manifestaram os representantes Kleber Junior do Fórum Pro-Metrô Freguesia/ Brasilândia, Carlos Garnica do Conseg da Freguesia do Ó, Leandro Silva do Fórum Pró-Metrô da Freguesia/Brasilândia e João Ferreira Mota, líder do Movimento Pró-Metrô (Linha 6). Ressaltaram que é uma linha importante que ligará o Centro da capital à Brasilândia e à Freguesia do Ó, na Zona Norte, passando pela Zona Oeste, e terá estações próximas a universidades.
A linha 6- Laranja terá um trajeto com 15 km de extensão, com as estações: Brasilândia, Vila Cardoso, Itaberaba- Hospital Vila Penteado, João Paulo I, Freguesia do Ó, Santa Marina, Água Branca, Pompéia, Perdizes, Cardoso de Almeida, Angélica, Pacaembu, Higienópolis-Mackenzie, 14 Bis, Bela Vista e São Joaquim, atendendo em média 600 mil pessoas diariamente. A linha fará conexão com outras linhas da CPTM e do Metrô e com a Linha 4-Amarela.
O governador acompanhou atentamente a explanação dos participantes da audiência. Depois, ressaltou que o Governo do Estado está trabalhando para retomar as obras. Concordou quanto a necessidade de urgência no reinício dos trabalhos e ressaltou que as medidas cabíveis serão tomadas para garantir a retomada e conclusão das linhas que, segundo ele, são fundamentais para o sistema de mobilidade urbana de São Paulo.
Também participaram da audiência o vice-presidente da Aeamesp, Dionísio Gutierrez, o diretor do Instituto de Engenharia, Camil Eid, Emiliano Afonso do Sindicato dos Engenheiros, o diretor da Alaf- Associação Latino Americana de Ferrovias, Jean Pejo, e as jornalistas da Revista Sobretrilhos, Ana Lucia Lopes e Beni Ferreira Landini.



Reportagens on 16:16:00. Filed under . .

0 comentários for "FTRAM pede a Márcio França retomada das obras das Linhas 6 e 17 do Metrô"

Comente: