Sexta, 17 de setembro de 2021
Só chamadas 99840-0966
Curiosidades

10/07/2021 às 15h51 - atualizada em 10/07/2021 às 16h08

Redação

COTIA / SP

O resgate do fusca patrulhinha de Taubaté
A emocionante história de um fusca originalmente da delegacia de polícia de Taubaté que foi resgatado de ser sucateado e agora, cuidadosamente restaurado, é o orgulho do caat - clube de autos antigos de Taubaté
O resgate do fusca patrulhinha de Taubaté

O causo que se segue foi enviado por um amigo, Aldo D. Toledo Fusco do CAAT – Clube de Autos Antigos de Taubaté. Ele nos relata os obstáculos que tiveram que ser vencidos para resgatar um histórico VW Fusca Patrulhinha. Mas com muita força de vontade e empenho o resgate foi muito bem-sucedido.


Foi essa minha primeira reação ao ver o Fusca 1977 – 1300 cm³ da Polícia Civil, que por 35 anos serviu à Delegacia de Polícia de Taubaté, apodrecendo no pátio junto com outros carros oficiais.  Lembrei-me na hora daquele que foi seu condutor e seu guardião por tanto tempo, o investigador Arnaldo Barbério, figura única, caráter excepcional, funcionário público exemplar, cuja imagem estava tão atrelada a este Fusca que ele virou o “Fusca do Arnaldo”, impossível não associar um ao outro.


A história do Fusca começa em 1977 quando, junto com outras viaturas, ele foi entregue para servir nas delegacias da região do Vale do Paraíba, tendo sido designado para a delegacia de Taubaté. A partir daí começou sua trajetória de serviços, tendo sido usado como viatura de condução de investigadores, serviços burocráticos e até transporte de


Em 2012 ele foi “desativado”, já que a polícia estava recebendo novas viaturas e o velho Fusca não se encaixava no modelo de eficiência que os novos modelos deveriam ter dentro das novas diretrizes estabelecidas pelos órgãos competentes, como mobilidade, acessibilidade e eficiência energética.  Por ter só duas portas era difícil o acesso ao banco traseiro e, também, por ser a gasolina, quando todos outros já usavam motor flex ou diesel.    Só esqueceram da versatilidade, confiabilidade e baixo custo de manutenção de todo Fusca.


O carro ficou por algum tempo no pátio da delegacia da cidade, abandonado, no tempo ao sabor das intempéries, sendo posteriormente levado para outro local onde ficavam os carros apreendidos ou irregulares, mas sem nenhum cuidado, tendo algumas peças e partes roubadas, além de ter sido todo pichado.  E nesse processo de deterioração ficou por três longos anos.


Foi um associado do CAAT, Sérgio Garcia, que sabendo da importância do carro, sua história única, sua ligação com Taubaté, acionou a diretoria do CAAT, que prontamente abraçou a causa e iniciou um processo junto aos órgãos do governo estadual para que a “patrulhinha” nos fosse doada, com o compromisso de restaurá-la por completo, servindo como testemunho de época.


Outro associado, Dr. Pedro Campos Neto, delegado de polícia aposentado, nos orientou nos procedimentos para pedir a doação.  Primeiro recorremos à Secretaria de Segurança, mostramos nossa intenção, usamos de todos os argumentos, mas a doação nos foi negada, baseada em normas internas da instituição. Não desistimos, o carro tinha que ser nosso.


Batemos então na porta do Governador, através de um deputado da região, que muito solícito se colocou à nossa disposição para intermediar a doação. Infelizmente a resposta foi a mesma, o carro não poderia ser doado, seria leiloado e o montante arrecadado seria encaminhado para o Fundo Social do Palácio do Governo ou algo parecido. Dias depois foi removido para o pátio do leiloeiro, já bem mais degradado, tendo sido criminosamente pichado:


Até que no dia 8 de dezembro de 2015  fomos avisados pela assessoria daquele deputado que o leilão estava marcado para dali a dois dias num leiloeiro de São Paulo, que o carro seria o lote 595 e com a boa notícia que teria direito a documentação, ao contrário de outros carros que seriam vendidos como sucata. A sorte estava no nosso lado, pensamos, mas não foi bem assim. Dia 9, véspera do leilão, entramos em contato com o leiloeiro para saber como poderíamos participar e outras informações e soubemos que deveríamos estar cadastrados 48 horas antes do pregão, ou seja, no dia 8, pois sem este cadastro não teríamos como dar os lances. Foi um balde de água fria, pensamos: nadamos tanto para morrer na praia? De jeito algum, começamos a procurar algum conhecido que já fosse cadastrado no leiloeiro para participar do leilão e mais uma vez o Sérgio Garcia, aquele que começou toda a história, nos socorreu. Um amigo dele, Jaime Campos, era cadastrado e se dispôs a nos ajudar.


Achávamos que seria uma arrematação tranquila, afinal quem iria querer um Fusca 1977 que tinha sido da Polícia, além do mais todo detonado, praticamente uma sucata? Mas tinha um “boi na linha” e fomos disputando, lance a lance, até que conseguimos, finalmente, ter a certeza de que a patrulhinha era nossa! O valor inicial era de R$ 800,00, mas acabou sendo arrematado, depois de 20 lances, por R$ 2.900,00. Acabava aí a epopeia da aquisição do carro, estávamos contentes, eufóricos até, mas sabíamos que tínhamos um longo caminho pela frente e que não seria fácil.


Alguns dias depois o carro voltou para Taubaté e quando fomos avaliá-lo, estava pior do que imaginávamos, muito estragado, castigado, vandalizado. Nas fotos abaixo, o Fusca já resgatado, aguardando a documentação e o início de sua restauração.


Um dos primeiros “compromissos oficiais” de nossa Patrulhinha foi participar da inauguração da nova Delegacia de Polícia de Pindamonhangaba, onde ele foi a atração do dia.


Em 2017, após minuciosa avaliação, o Fusca Patrulhinha do CAAT obteve seu “Certificado de Originalidade” tendo recebido as merecidas Placas Pretas, coroando a luta de sua salvação e recuperação.

FONTE: Portal Auto Entusiastas

Clique nas imagens abaixo para ampliar:
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2021 :: Todos os direitos reservados